(21) 3216-7700 / (21) 2406-7700 (21) 99496-6060

Por Karen Ferreira e Juliana Monteiro

A Universidade Castelo Branco, em parceria com a prefeitura do Rio de Janeiro, levou seus alunos de Medicina Veterinária e os professores Raquel Lange e Rodrigo Hanke e a coordenadora de laboratórios Gracy Marcello para uma experiência prática em castração nos animais abrigados na Fazenda Modelo em Guaratiba.

Mioucastrou e Castracão são dois projetos de extensão da Castelo Branco, que são realizados no campus Penha. A UCB recentemente fez parceria com a prefeitura do Rio de Janeiro para a castração e exames de sangue nos animais abrigados na Fazenda Modelo.

 

Os alunos de Veterinária puderam acompanhar o processo cirúrgico, etapas do pré-operatório, avaliar as condições do animal, transoperatório e pós-operatório, sempre com professores por perto; eles também acompanharam a recuperação do animal. Com o conhecimento adquirido em sala sendo aplicado na prática, os alunos puderam distinguir os animais aptos ou não para realizarem a cirurgia. Os animais do abrigo são acompanhados pelos alunos até a fase de adoção, quando é organizada uma feira próxima ao campus Penha.

 

A professora Raquel Lange falou sobre a aspiração dos cursos de extensão, que é “de castrar os animais, impedindo a disseminação da população de rua e também arrumar um lar com posse responsável para eles”. A professora Gracy Marcello, responsável pela equipe de laboratório, participou ativamente da ação garantindo que os animais entrassem e saíssem saudáveis do centro cirúrgico e com uma boa recuperação.

Os projetos são realizados na Penha e têm um programa de seleção dos animais com o qual também se realiza a castração, o proprietário deve ir até a UCB para se informar sobre o agendamento.

Suzane Rizzo, subsecretária Subsecretaria municipal Especial de Promoção e Defesa dos Animais e médica veterinária, tem uma história antiga com a Universidade Castelo Branco – foi coordenadora de Medicina Veterinária por 5 anos na instituição. Orgulhosa de seu passado com a UCB, ela afirma com convicção que a Medicina Veterinária é “um dos melhores cursos do Brasil. Com qualidade e seriedade com o ensino, tenho orgulho de estar no projeto e é um projeto que vai crescer muito”. Com o novo desafio de estar na subsecretaria, Suzane coordena o projeto chamado BECA, que trata do bem-estar, castração, educação e adoção de animais: ”não existe bem-estar animal se não houve bem-estar humano”.

 

Suelen Ribeiro, assessora e gerente técnica, informou que o atendimento clínico funciona das 8h às 17h, com agendamento ou indo diretamente ao local. Com serviços de castração e atendimento clínico, a Fazenda Modelo recebe animais abandonados ou vítimas de maus-tratos. Em torno de 900 animais entre gatos, cachorros e cavalos são atendidos e cuidados pelo abrigo.

É possível ajudá-los com doações ou trabalho voluntário, geralmente aos sábados, das 9h às 12h, podendo dar banho, passear e dar assistência ao animal.