(21) 3216-7700 / (21) 2406-7700 (21) 99496-6060

A trajetória da Universidade Castelo Branco se confunde com a recente história da Zona Oeste. Começa em 1963, quando é criada uma pequena escola primária em Realengo.

O Centro Educacional Realengo – CER, Entidade Mantenedora da Universidade Castelo Branco – UCB, teve sua origem no Centro de Estudos Universitários Paulo Gissoni, fundado em 7/3/1971. Conforme decisão da Assembleia Geral Extraordinária, realizada no dia 23/2/1973, a Entidade passou a denominar-se Centro Educacional de Realengo, instalando-se na Av. Santa Cruz 1.631, Realengo, na cidade do Rio de Janeiro.

Os primeiros cursos superiores foram autorizados a funcionar com a criação da Faculdade de Educação, Ciências e Letras Marechal Castelo Branco, no dia 9/10/1973, e da Faculdade de Educação Física da Guanabara, em 7/11/1973.

Em 1976, as duas faculdades passaram a constituir as Faculdades Integradas Castelo Branco – FICAB, com a provação do Regimento Unificado pelo parecer CFE n.º 2903/ 71, de 1/7/1975, seguindo-se o reconhecimento em 15/12/1976 dos cursos que foram instalados inicialmente. Com a implantação das FICAB, começa o desenvolvimento das instalações em Realengo.

Até o final da década de 1980, outros cursos juntam-se aos já tradicionais Letras e Educação Física, como Matemática, Pedagogia, Fisioterapia, Serviço Social, Administração e Informática.

Porém a família Gissoni queria ir mais longe: oferecer o ensino como empenho universal em sua ampla gama de possibilidades e inteirar-se a respeito das novas demandas e especializações. Por isso, em 1990, iniciou-se o processo formal de transformação das FICAB, com o acolhimento da carta-consulta pelo CFE, para a criação da Universidade Castelo Branco, em 18/2.

A instalação oficial da UCB ocorreu no dia 4/1/1995, após a publicação da Portaria Ministerial n.º 1834 no Diário Oficial da União, no dia 29/12/1994. Novos blocos são erguidos e o centro esportivo sedimenta o pioneirismo e a qualidade de ensino.

Nos anos seguintes, novos campi, unidades e polos em diferentes regiões do Rio de Janeiro e do Brasil deram continuidade ao projeto da UCB de levar ensino de qualidade a diferentes pontos do território nacional.

Sempre ligada à comunidade, a UCB mantém projetos sociais que, por um lado, incentivam a cidadania e, por outro, capacitam estagiários dos diversos cursos envolvidos. Um trabalho conjunto pautado pelos princípios da competência e da qualidade.

São quatro décadas de uma antiga paixão pela excelência. A cultura também tem espaço cativo, em manifestações artísticas do corpo discente.

A UCB é uma constante oportunidade para a Zona Oeste. É uma universidade em permanente construção. É oportunidade de futuro.Sempre ligada à comunidade, a UCB mantém projetos sociais que, por um lado, incentivam a cidadania e, por outro, capacitam estagiários dos diversos cursos envolvidos. Um trabalho conjunto pautado pelos princípios da competência e da qualidade.

 

Nossa Missão

A Universidade Castelo Branco tem como missão contribuir para a construção e o desenvolvimento sustentável de uma sociedade mais justa e com igualdade de oportunidades para todos ao oportunizar, numa perspectiva críticoreconstrutiva, a socialização e a produção do conhecimento científico, formando profissionais para intervir em diferentes áreas de atuação acadêmicoprofissional, tendo como princípios pressupostos humanísticos, da inclusão social e da cidadania emancipada.

 

Nossa Visão

A esta missão conjuga-se a Visão de ser reconhecida por sua importância para o desenvolvimento sustentável regional e, em especial, da zona oeste do Município do Rio de Janeiro, por meio da oferta qualificada de formação acadêmica e profissional para o mundo do trabalho, da produção crítica e reconstrutiva do conhecimento e da realização de programas/projetos de ação social que tenha como horizonte a inclusão social e a formação cidadã.