(21) 3216-7700 / (21) 2406-7700 (21) 99496-6060

Por Rafaela Carrilho

Atender a comunidade a preço popular, campo de pesquisa para alunos e professores, referência na Zona Oeste. Essas são algumas definições que podem descrever o novo laboratório social de análises clínicas da Universidade Castelo Branco, em parceria com a Neolab. Em uma cerimônia no último dia 10 de agosto, o espaço foi inaugurado pelo mantenedor da UCB, Marcelo Costa Gissoni, que agradeceu a presença de todos os convidados e afirmou: “estou particularmente muito feliz por ver a Universidade Castelo Branco cumprindo seu papel social e acadêmico, inaugurando mais um laboratório”. Marcelo cortou a fita inaugural e liderou a visita ao lado de Marco Pereira, professor do Colégio Gissoni, da UCB e gestor do Laboratório Social.

Marco mostrou as salas e explicou cada aparelho que analisa de exames mais simples, como colesterol, aos mais complexos, como teste de paternidade. O gestor explicou aos presentes que o laboratório tem a capacidade de fazer exames como HIV, sexagem fetal e teste do pezinho.

 

O público convidado pôde circular pelas dependências do laboratório e conhecer ainda sobre o espaço que também servirá como campo de pesquisa para os alunos da UCB. O vice-reitor da Universidade, professor Leomar Valença, contou um pouco mais sobre os objetivos do espaço: “ele não vai atender só a população. Vai atender aos alunos de Graduação, Biomedicina, Fisioterapia, Enfermagem, laboratório também de análises clínicas do colégio. Esse espaço se torna importante porque agora temos condições de dar estágio dentro da própria UCB. Garantir a qualidade e a excelência também na prática do que eles estão aprendendo dentro de sala de aula”. O vice-reitor conta ainda que a proposta é que o laboratório também faça análises laboratoriais de exames de animais, incluindo também o curso de Medicina Veterinária da Universidade.

Autoridades da região e incentivadores estiveram presentes para prestigiar esse momento importante, não só para a UCB, como para a Zona Oeste e todo o município do Rio de Janeiro, como Adilson Ribeiro, superintendente AP 5.1 de Bangu, representantes do Corpo de Bombeiros, do Exército e da Coordenadoria Regional de Educação. Heloisa Maria Massad, presidente da Associação de Moradores de Jardim Sulacap, tem uma história com a Universidade. Sua filha já fez diversos cursos na instituição, e Heloisa acompanha a história da UCB e todo seu engajamento com a comunidade de seu entorno com seus projetos e ações sociais.

Sobre a tradição da UCB em investir no seu entorno, Marcelo Gissoni disse que “a gente entende que a sociedade precisa efetivamente de serviços de qualidade e que atenda nos preços e na prestação. Então, a Universidade juntou as duas coisas: que é a necessidade da sociedade e a prática para os nossos alunos, além da pesquisa que será incentivada. A Universidade está em um caminho diferenciado, que entende que os nossos alunos precisam ter o conteúdo e a prática”.