(21) 3216-7700 / (21) 2406-7700 (21) 99496-6060

Por Rafaela Carrilho

Fotos: Bruna Lima / Hannaly Bonfim / José Victor de França

O Cristo Redentor é um dos pontos turísticos mais conhecidos do mundo. Com mais de 600 mil visitantes por ano, o monumento foi eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno. Neste ano, inclusive, comemora-se o décimo aniversário de sua escolha, que aconteceu em 7 de julho de 2007.

O passeio até o Cristo, que está no localizado no Morro do Corcovado, a 710 metros acima do nível do mar, começa pelo histórico Trem do Corcovado, que leva o visitante pela centenária estrada de ferro até o topo do Morro cortando o Parque Nacional da Tijuca – a maior floresta urbana do mundo. Isso significa que visual digno de cartão-postal é o que não falta desde o início do passeio.

 

Isso, todo mundo sabe. Mas o que muita gente desconhece é o fato de existirem vários ângulos em que a estátua e o visitante estão em total harmonia na foto, que as costas do Cristo Redentor são um bom ponto para fotografar e que fotografar das escadarias pode ser um bom negócio.

Para comemorar o décimo aniversário do Cristo Maravilha e ajudar brasileiros e estrangeiros a descobrirem novos ângulos, a Universidade Castelo Branco e a Trem do Corcovado, empresa que administra o bondinho e a estrada férrea, ofereceram uma oficina de fotografia gratuita na tarde do último dia 14 de julho. Quem passou por lá pôde contar com ajuda da equipe da agência-modelo Castelo de Ideias, que sinalizou provisoriamente vários pontos poucos explorados pelos visitantes, ensinou como posicionar melhor câmera e celulares e ainda fez a vez de fotógrafos para grupos e famílias.

A sinalização provisória foi muito bem recebida até pelos próprios funcionários. Guardas que trabalham na segurança do monumento e dos visitantes mostraram-se surpresos com as várias possibilidades de fotografar, pois não conheciam esses locais.

José Victor de França da Silva, fotógrafo da Castelo de Ideias,  dá dicas de como encontrar pontos para fotografar: “hoje em dia é muito comum as pessoas buscarem os mesmos ângulos que encontram pelas redes sociais. Então a principal dica é explorar o local, vê o que está a sua volta e apreciar tudo que tem antes de fotografar. A foto diferenciada vai ser o olhar que você teve do local. Outra dica importante é procurar locais mais iluminados e com espaço para quem for fotografar consiga se afastar e pegar o máximo que o local pode oferecer. Vale também experimentar abaixar, subir em algo, se apoiar em algo pra achar um angulo que enquadre o que queira”.